Uma mulher conseguiu escapar ao pagamento de uma multa de parqueamento, argumentando a falta de uma vírgula no bilhete que indicava as restrições de estacionamento. 

Andrea Cammelleri emitiu uma senha de estacionamento em Ohio, na cidade de West Jefferson. A lei da mesma cidade enumera uma série de viaturas que não podem permanecer estacionadas por mais de 24 horas, incluindo “veículos motorizados caravanas”.

Devido à falta de uma vírgula entre a palavra “veículos motorizados” e “caravanas”, Cammelleri, alegou, em defesa,  que a sua carrinha pick-up não correspondia à descrição imposta e que, por isso, nenhuma lei tinha sido violada.

O tribunal acabou por decidir a favor da americana. O juiz Robert Hendrickson alegou que a lei não podia ser aplicada naquele caso, advertindo as autoridades locais a incluir a vírgula nas senhas de estacionamento dos parquímetros se quiserem proibir o parqueamento de tais viaturas, nomeadamente, veículos a motor e, também, caravanas.