Sentinel

«Queremos lançar uma discussão sobre doenças sexualmente transmissíveis. É minha esperança que o quadro, no museu, seja o foco dessa discussão».



«Perdemos o sentido do sagrado, tudo se tornou profano e sujeito à nossa apreciação individual».




«Eu não comprei o quadro por ser bonito. Eu comprei-o porque acho que é polémico, e isso é importante. Esta peça tem uma função: fazer as pessoas pensar e discutir».


«Ofende a Igreja Católica? Não há problema. Se um museu não ofender alguém em alguma altura, então não está a cumprir o seu papel. A controvérsia é o alimento da democracia».