Uma funcionária de uma escola católica em França, Véronique Bonazzola, de 50 anos, foi demitida por aparecer em poses sexys e provocadoras num teledisco do rapper Novia, mas ganhou o processo judicial que colocou contra o colégio.

Véronique trabalhava no colégio Notre Dame de la Tramontane, no sul de França. No vídeo, a funcionária aparece em algumas cenas ousadas de sedução com o artista e mais duas mulheres.

Mas a cena que motivou a indignação dos pais é a que surge de biquíni numa banheira de hidromassagem e em que o rapper derrama champanhe pelos seios da mulher de 50 anos.

Os pais dos alunos revoltaram-se e protestaram. O diretor da escola, Claude Backes, afirmou então que o comportamento de Véronique era «incompatível com seu trabalho e as regras da instituição» e despediu-a.

Véronique decidiu protestar na justiça e esta semana viu um juiz dar-lhe razão. O tribunal considerou o despedimento injusto, uma vez que Véronique nunca tinha sido alertada para o facto de aquela conduta não ser permitida na escola.