Filmar um tubarão branco a partir de um pequeno barco pneumático implica um grande risco. Jeff Kurr e Andy Casagrande, dois especialistas em tubarões, apanharam o susto da vida deles quando filmavam o documentário "Shark Week” para o canal Discovery, na ilha Steward, na Nova Zelândia.

O tubarão branco de seis metros, que estavam a filmar, abalroou várias vezes o pequeno barco pneumático que mal chegava aos dois metros e os especialistas só por sorte não caíram à água.

“É muito perturbador estar num barco que não é maior do que o próprio tubarão", disse um dos especialistas. "Na verdade, o tubarão até era maior do que o nosso barco”, acrescentou.
 

De acordo com o Daily Mail, os aventureiros tentaram colocar uma câmara na barbatana dorsal do animal, e este decidiu investir de forma furiosa contra a embarcação. O animal conseguiu mesmo partir a corda que prendia o barco pneumático ao bote principal. Resultado: dois atemorizados tripulantes agarrados com força ao pequeno barco evitando uma tragédia.
 

Um dos homens descreveu a experiência como " de dar cabo dos nervos", enquanto se ouve o outro homem a dizer: "Eu não acho que isto seja uma ideia assim tão brilhante f ***** sabias?”.

 
Embora o documentário tenha ido para o ar o ano passado, as imagens do “making of” veem agora a luz do dia no âmbito de uma campanha para denunciar a organização de excursões em que tubarões são atraídos com iscos para que turistas os possam ver a partir de uma gaiola. Esse tipo de excursões estão a mudar o comportamento dos tubarões, que começam a identificar os barcos com alimentos.

Em declarações ao “New Zealand Herald”, o pescador Richard Squires conta que a embarcação de que é proprietário já sofreu dois ataques de tubarões, ataques que Richard Squires relaciona sem hesitação com este tipo de excursões turísticas.