O ministro da Economia da Nova Zelândia, Steven Joyce, foi atingido no rosto por um pénis de borracha. O brinquedo sexual foi atirado por uma mulher durante uma entrevista coletiva em Waitangi. O incidente foi filmado e faz sucesso nas redes sociais no país.

De acordo com o jornal britânico “The Independent”, Steven Joyce conversava com os jornalistas, na quinta-feira, em Waitangi, sobre a assinatura do Tratado Trans- Pacífico (TPPA), quando a mulher, que fazia parte de um grupo de manifestantes, o atingiu.

"Isto é por violentar a nossa soberania!", gritou a manifestante, Josie Butler, depois de atirar o brinquedo sexual ao governante.

À medida que ia sendo afastada pelos seguranças, Josie Butler acrescentou: "Isto é por violentar o nosso país, por causa do TPPA e vender os nossos direitos e a nossa liberdade Eu fiz isto pelo nosso país!".

 

 

Josie Butler foi levada pela polícia e, mais tarde, foi libertada sem acusações, de acordo com um post na página de Facebook.

Já o ministro Steven Joyce brincou com a situação no Twitter:

“Não acho que este tipo de coisas aconteçam todos os dias”, disse ainda o ministro à TVNZ. “No fim, até achámos alguma graça. São novas experiências que temos todos os dias na política, é o privilégio de servir”, acrescentou.

O Tratado Trans-Pacífico tem sido criticado pelo sigilo que foi mantido durante as negociações, privando o público de qualquer informação, e pelos efeitos que pode ter na democracia, no emprego e na segurança alimentar.

O Tratado Trans-Pacífico é um acordo de livre comércio que foi assinado pelos ministros de EUA, Japão, Austrália, Brunei, Canadá, Chile, Peru, Malásia, México, Nova Zelândia, Singapura e Vietname.