Um pescador americano apanhou uma lagosta rara que está, agora, no Instituto de pesquisa marinha do Golfo de Maine, em Portland, nos Estados Unidos. O animal é considerado raro por ter metade do corpo cor de laranja e outra metade castanha.

Steven Profaizer, o porta-voz do instituto, diz que o animal está num tanque usado pelo LabVenture, um centro de experiências pedagógicas com ciência que faz parte do instituto.

O Instituto de Lagostas da Universidade de Maine diz, segundo o «Daily Mail», que se trata de uma lagosta em 50 milhões.

Veja o vídeo do animal!