«Liguei-lhe a perguntar se era a senhora Francine?'. Ela respondeu que sim e eu disse-lhe que achava que era filha dela», contou La-Sonya Mitchell-Clark.

«Engravidei quando tinha 14 anos, tive-a com 15 e fui levada com ela para um lar de colhimento de mães adolescentes. Não lhe dei o nome, mas sempre a tive no meu coração», explicou Francine Simmons, citada pelo «The Independent».