A antiga Miss Pensilvânia foi condenada a pena de prisão, por fraude, após ter enganado diversas pessoas, afirmando sofrer de um cancro, noticiou, esta quinta-feira, a CNN.

Brandi Lee Weaver-Gates, de 24 anos, anunciou, em março de 2013, que lhe tinha sido diagnosticada leucemia. A mulher enganou família, amigos e todos aqueles que ficaram sensibilizados com o seu caso. Muitos disponibilizaram-se a ajudá-la financeiramente, promovendo angariações de fundos.

No entanto, o comportamento da ex-rainha da beleza americana começou a criar suspeitas. Brandi Lee Weaver-Gates recusava companhia durante os tratamentos e o cabelo nunca caía, ela é que que rapava. Brandi foi desmascarada quando os amigos contactaram os hospitais.

Brandi Lee Weaver-Gates defraudou cerca de 150 pessoas, muitas delas também doentes de cancro, numa quantia que não chegou aos 30.000 euros e que Brandi já prometeu pagar às vítimas da fraude.

A organização do concurso, quando tomou conhecimento do caso, retirou-lhe o título e pediu a devolução da coroa.