Duas universidades da Califórnia ofereceram-se para conceder uma bolsa de estudos a um candidato incomum: um estudante de apenas 12 anos.

Estou muito animado", disse Tanishq à NBC News"Esperei muito tempo por este momento. Vou finalmente começar a trabalhar na minha licenciatura e isso é muito emocionante", afirmou. 

Tanishq Abraham, de Sacramento, na Califórnia, prepara-se para ingressar no curso de Engenharia Biomédica, para se tornar investigador.

Espero que quando tiver 18 anos, já tenha o meu diploma”, disse o menor.

Tanishq iniciou o percurso académico quando tinha apenas sete anos e tem três graus académicos: foi distinguido pela escola que frequentou em ciência geral, matemática e ciência física e em linguagem estrangeira. 

Os professores tiveram alguma dificuldade em aceitar o jovem nas suas aulas, por causa da idade, mas um docente acabou por facilitar-lhe o acesso caso a mãe do estudante assistisse também.

Houve uma altura em que tive de explicar a relatividade geral e a relatividade especial à minha mãe”, contou Tanishq.

O jovem juntou-se à sociedade Mensa, um fórum de intercâmbio intelectual, quando tinha apenas quatro anos de idade.

Testámos Tanishq e percebemos que ele era realmente muito inteligente”, disse o pai Bijou Abraham. “Ficamos surpresos quando lhe ensinamos coisas avançadas e ele aprende tão depressa”, indicou.

Tanishq explicou que as crianças sobredotadas são normalmente vistas como "estranhos, como se fossem "cientistas maluco”, no entanto, o jovem assume-se como um "rapaz comum", que gosta de aprender, de microscópios e de jogos de computador. "Eu só acho que aprender é divertido", assumiu.