Um avião da Malaysia Airlines enganou-se no caminho, depois de ter descolado do aeroporto da Nova Zelândia, no dia 25 de dezembro. Um erro que podia ter custado aos passageiros do voo MH132 o natal em casa e que ainda está a ser investigado pela companhia aérea.

O avião devia dirigir-se para Kuala Lumpur, na Malásia, mas seguiu numa rota contrária durante vários minutos. Terá sido o piloto a aperceber-se da situação, oito minutos depois de ter descolado, e a contactar a central de controlo aéreo.

A trajetória foi então revertida e, segundo o The Telegraph, nenhum dos passageiros se terá apercebido do desvio.

De acordo com o New Zealand Herald, a companhia aérea está a investigar o incidente, para apurar as causas do engano. Contudo, a Malaysia Airlines assegurou que “não houve problemas de segurança aparentes”.
 
“Temos uma equipa de segurança interna que vai investigar o sucedido. O plano de voo do avião arquivado por nós ia para Kuala Lumpur, mas por uma rota ligeiramente diferente daquela que o piloto estava à espera”, explicou uma porta-voz da organização.

Peter Clark, um especialista de aviação da Nova Zelândia, já veio a público dizer que muitas vezes outras rotas para chegar à Malásia são utilizadas para escapar “ao mau tempo ou ventos fortes”.
 

“Provavelmente o piloto não estava habituado a viajar tão para Sul. O piloto fez um bom trabalho por ter reparado no que aconteceu e ter levantado perguntas sobre isso e não se limitar a seguir cegamente e a acabar no Oceano Antártico”.