Uma mãe norte-americana, residente na Califórnia do Norte está desde sexta-feira em greve às suas funções de mãe. A mulher queixa-se do comportamento das duas filhas adolescentes. Diz mesmo que «não tem mão nelas» e que sermões e castigos já não funcionam.

As filhas riscarem a seu carro novo com uma chave terá sido a gota que fez transbordar a paciência de Naasira Muhammad.

«Estou num ponto em que estou tão frustrada que, para manter as minhas mãos afastadas das minhas filhas e não fazer alguma coisa estúpida, resolvi simplesmente entrar em greve».

 
Naasira Muhammad pode ser vista na sua rua, andando para cima e para baixo ou sentada numa cadeira à porta de casa empunhando um cartão que diz: «Mãe em greve».