Um homem de 45 anos foi detido, na última sexta-feira, por ter usado uma tomada de um comboio para carregar a bateria do seu iPhone.

Robin Lee, que viajava de Hackney Wick para Camden Road, em Londres, foi apanhado por uma funcionária do comboio a usar uma das tomadas, cujo uso está reservado a pessoal de serviço, como empregadas de limpeza – existem avisos para que não sejam utilizadas.

O homem foi acusado pela funcionária de se apropriar de eletricidade, que é crime na Inglaterra desde 1968, e obrigado a sair na estação seguinte, onde foi recebido pela polícia.

A polícia levou Lee para a sede da Polícia dos Transportes e até acabou por libertá-lo, apesar do crime. Porém, o homem voltou a ser detido por “comportamento inaceitável” e pode ter de ir a tribunal.
 

“Pouco depois das 15:30, um homem de 45 anos de Islington foi detido por suspeitas de apropriação de eletricidade, [crime] pelo qual foi libertado pouco depois. [No entanto] foi novamente detido por comportamento inaceitável e está indiciado”, disse fonte da Polícia dos Transportes Britânicos ao London Evening Standard.


Ainda assim, a polícia ainda vai rever o comportamento do homem, antes de enviar o caso para a procuradoria, para decidir se Lee deve mesmo ser acusado.

Entrevistado pelo London Evening Standard, Robin Lee classificou toda a situação como “ridícula”.
 

“Nunca deviam ter-me prendido, eles sabem que foi ridículo. Tudo isto é ridículo.”