Liberté Chan apresentava a meteorologia, no passado sábado de manhã, no KTLA5, estação norte-americana de Los Angeles, quando Chris Burrous, pivô do canal, entrou em cena para lhe vestir um casaco.

O que está a acontecer? Queres que vista isto? Porque está frio?”, perguntou Chan, enquanto Burrous lhe respondia: “Estamos a receber muitos emails. Aqui tens.”

A meteorologista acabou por vestir o casaco que o colega lhe entregou, sem deixar de comentar que parecia “uma bibliotecária”.

Depois de ter conseguido tapar os ombros da colega - que envergava um vestido preto que lhe deixava os ombros descobertos - o pivô do KTLA5 escreveu no Twitter que o “problema” estava “resolvido”. “Metade dos emails gostavam do vestido, outra metade nem por isso. Aqui está o nosso compromisso."

O gesto de Chris Burrous não deixou os espectadores indiferentes e acabou por ser alvo de inúmeras críticas nas redes sociais. O jornalista foi mesmo acusado de ser sexista e de ter “envergonhado publicamente” Chan.

Burrous tentou então defender-se, dizendo que não tinha “envergonhado” a meteorologista e que se tratou de uma “brincadeira”.

Bons amigos brincam entre si. Desculpem se ofendi. Estávamos a ter um bom momento.”

Por sua vez, Chan divulgou no seu blogue vários vídeos do seu Snapchat onde o pivô lê os emails de espectadores chateados com o seu vestido, mostrando ainda a sua reação e a dos seus colegas.

O vestido de Liberté Chan é completamente inapropriado para as notícias de sábado de manhã, parece que ela não foi a casa depois da festa da última noite”, pode ouvir-se Burrous a ler.

Depois de vários comentários desagradáveis, Chan reage e ouve-se a meteorologista dizer “é apenas um vestido!”.

A meteorologista reagiu ainda com um texto no seu blogue, onde explicou que em “dez anos de televisão” já aprendeu que “todos têm uma opinião”.

Trabalho há dez anos em televisão e, por esta altura, já aprendi que todos temos uma opinião (...). Este é um meio visual e, por vezes, a nossa escolha de indumentária funciona, outras vezes não. Para ser honesta, o vestido preto era a minha segunda opção, porque a primeira não resultou. Para que se saiba, a KTLA 5 não me pediu para vestir o casaco. Estava apenas a brincar com o meu coapresentador. Eu adoro o meu trabalho, os meus patrões e os meus colegas."

Esta não é a primeira vez que Liberté Chan tem problemas com a roupa escolhida para apresentar a meteorologia. Em fevereiro, a apresentadora usou um vestido branco com efeitos corais e acabou por ver as temperaturas ficavam refletidas na roupa.