Nikita Klæstrup é a jovem dinamarquesa de 20 anos, militante do Partido Conservador, de que se fala nas redes sociais. As fotos da jovem num vestido preto, comprido e com decote, na festa que juntou jovens do Partido Conservador, foram o mote para as partilhas nas redes sociais.

As imagens, que mostram a beleza de Nikita no vestido decotado, não seriam provavelmente alvo de tanto furor caso a indumentária escolhida não tivesse sido mostrada ao mundo na festa do 110º aniversário da Juventude Conservadora, na Dinamarca.

As imagens da jovem política circulam não só na Dinamarca, mas um pouco por todo o mundo ocidental. Nikita, que  em 2013, eleita por um jornal local, como a «musa» das eleições locais.

Nikita participa com regularidade nas atividades políticas e já admitiu que a aparência a pode ajudar a ganhar popularidade.

«Não podemos ignorar o facto do que vende. Existe um foco natural na aparência das mulheres. É simplesmente assim», explica a jovem ao «University Post», garantindo ainda que vai não alterar a forma de vestir nas próximas festas.

 

Fotos em vestidos de festa ou ousadas e que evidenciam a beleza da militante do partido são aliás regulares no perfil do Instagram da jovem.
 
 

Hvorfor drikker jeg cocktails i mit undertøj? Det finder I måske ud af senere. #teaser

Uma foto publicada por Nikita Klæstrup (@nikitaklaestrup) a


Um artigo do jornal da Universidade de Copenhaga, «University Post», abriu o debate sobre se o vestido «ousado» de Nikita é um sinal do crescente poder das mulheres ou se é apenas uma demonstração de que a jovem interiorizou o machismo da sociedade.