Em pleno horário de trabalho, ao receber um cliente, o funcionário tem de abaixar-se para afastar um gatinho dos fios do computador. Instantes depois, um outro gato salta para cima de uma cadeira. Enquanto isso, mais colegas felinos estão a dormir perto dos livros, a comer debaixo das mesas e a brincar no meio do escritório.

É a descrição de um dia normal de trabalho em uma empresa japonesa, em Tóquio, que adotou nove gatos. O motivo? Melhorar o dia a dia dos funcionários. Só de olhar para os peludos a gerar uma confusão no escritório, o stress já diminui. E a comunicação entre a equipa aumentou, uma vez que os gatinhos tornaram-se tema constante nas conversas.

Claro que há momentos de aborrecimentos. Os gatos acidentalmente já desligaram computadores, mastigaram cabos, rasgaram papéis e riscaram paredes. Entretanto, para os funcionários, os benefícios que a presença dos animais traz são bem maiores, avança o site Rocket News24.

 
A rotina invulgar neste ambiente de trabalho ganhou fãs nas redes sociais. A empresa criou um perfil no twitter em que partilha as "gatices" diárias dos "funcionários" mais simpáticos de sempre.

 
A política de amor pelos animais desta empresa ainda tem outras medidas. Os funcionários são encorajados a levar os seus próprios bichos de estimação todos os dias para o escritório. Quem não tem, é incentivado a adotar. A companhia paga 5 mil yen por mês (39 euros), para qualquer empregado que adote um gatinho.