Existem algumas regras básicas que convém ter em mente quando se visita um museu. A primeira: não tocar na arte. A segunda: não tirar selfies (fotografias a si próprio) enquanto toca na arte. Num museu em Milão, Itália, ao que tudo indica, um estudante quebrou a segunda regra: empoleirou-se numa estátua greco-romana do século XIX para tirar uma selfie e acabou por partir a perna da estátua.

De acordo com a revista «Time», a descoberta foi feita esta terça-feira de manhã pela equipa da Academia de Belas Artes de Brera, uma das mais conceituadas instituições académicas da Itália. O incidente foi gravado pelas câmaras de segurança.

A estátua representa o «Drunken Satyr» (Sátiro Bêbado), uma antiga escultura grega da época helénica, que mostra uma figura humana, com características animais a dormir embriagada. Felizmente, a estátua é uma cópia que está localizada no corredor da academia que conduz a uma sala cheia das obras mais valiosas dos escultores mais famosos da época, incluindo Antonio Canova, refere a imprensa italiana.

Fica por saber se o aluno, cujo nome não foi revelado, conseguiu mesmo tirar a ambiciosa selfie, antes de ter amputado a estátua ao tentar sentar-se-lhe na perna.