O japonês Matsumoto Hiroki perdeu o iPhone em 2013, durante uma viagem à Tailândia. Graças ao iCloud, serviço automático de armazenamento online de fotos, e a aplicações da Apple como «Find My iPhone» e «MobileMe», Hiroki descobriu quem era a «nova dona» do aparelho, graças às várias «selfies» que a jovem tirou com o mesmo. O curioso é que esses autorretratos impressionaram de tal forma Matsumoto Hiroki que, em vez de apresentar queixa e pedir a devolução do aparelho, preferiu tentar tornar-se amigo dela e marcar um encontro, pois considerou-a bonita.

De acordo com o Daily Mail, Hiroki contou, no Twitter, o que se passou e afirmou que «as fotos dela são realmente bonitas» e que ele «não sabia exatamente como agir com isso». Matsumoto Hiroki enviou então uma mensagem à jovem tailandesa, dizendo que ela poderia ficar com o telemóvel, desde que eles se tornassem amigos.

Após a tentativa de contacto, o serviço de armazenamento, em que Matsumoto Hiroki viu as fotografias da rapariga, passou a receber imagens de outro homem, supostamente namorado dela. Hiroki cancelou então a conta e desvinculou o serviço do smartphone antigo, rompendo o contacto com a rapariga.

Depois de ser criticada na Internet pela atitude, a jovem tailandesa que estava de posse do telemóvel entrou em contacto com Matsumoto Hiroki pela aplicação Line e propôs devolver-lhe o iPhone. De acordo com o site tailandês «Coconut Bangkok», o japonês pediu-lhe apenas que apagasse os dados dele e disse-lhe que podia ficar com o aparelho.