Um acidente de bicicleta deixou um irlandês de 22 anos com uma sequela no mínimo diferente: uma ereção que durou sete semanas. O incidente surge publicado na edição de janeiro da revista médica «Irish Medical Journal»

O jovem, cuja identidade não é revelada, sofreu uma queda, caindo sentado na barra central da bicicleta, e depois disso apresentou uma ereção ininterrupta. Só depois de cinco semanas o irlandês procurou atendimento médico.

Os médicos, no Hospital Tallaght, em Dublin, diagnosticaram o caso como priapismo provocado por uma forte pancada no perineu. O priapismo é uma ereção dolorosa e persistente, sem desejo sexual. O primeiro tratamento aplicado foi à base de compressão manual. Os efeitos duraram pouco tempo e a ereção voltou de forma instantânea. Um outro tratamento com recurso a compressas foi aplicado durante duas semanas, mas também sem efeito.

A ereção só foi revertida com a injeção de um gel e a inserção de um anel de platina entre uma artéria e uma veia. O procedimento diminuiu o fluxo de sangue no órgão genital, pondo fim à ereção.

O médico que acompanhou o jovem mostrou-se aliviado com a eficácia do tratamento. «Ficámos muito felizes com o resultado. Foi um período de ansiedade para o paciente, como o seria para qualquer jovem», afirmou Ronan Browne ao jornal «The Irish Independent».

O clínico explicou que havia uma pequena probabilidade de o rapaz ficar impotente, mas o risco que correu não foi tão grande como seria com a aplicação de um tratamento mais invasivo.

Um mês depois do tratamento, o paciente diz que a vida decorre com normalidade e já relata «ereção e relações sexuais satisfatórias».