Um homem residente numa aldeia remota da Índia construiu uma estrada, com cerca de oito quilómetros, ao longo de um terreno montanhoso, para que os filhos pudessem ir à escola.

Trabalhou oito horas por dia, durante dois anos, para conseguir dar aos filhos o acesso à educação que ele próprio nunca teve. Contudo, foi só na semana passada que Jalandhar começou a ganhar visibilidade nos meios de comunicação locais.

 

 

Jalandhar Nayak, de 45 anos, tem três filhos, que demoram três horas até à escola, ao longo de um caminho estreito e rochoso. Para facilitar a vida das crianças e tornar a travessia mais curta e menos acidentada, o vendedor de vegetais decidiu construir uma estrada.

“Os meus filhos tinham dificuldade em percorrer o caminho estreito e pedregoso até à escola. Eu via-os frequentemente a tropeçarem contra as rochas e por isso decidi fazer uma estrada pela montanha para que eles pudessem caminhar mais facilmente”, contou ao News World Odisha.

De acordo com informação dos media locais, o governo indiano vai recompensar Jalandhar pelo tempo que despendeu a construir o caminho entre a vila de Gumsahi e a escola de Phulbani.

Para completar a estrada, ainda faltam aproximadamente sete quilómetros, que o homem planeava construir nos próximos três anos. Agora, esse trabalho vai ser feito pelo próprio governo local, que também o vai homenagear pelo grande esforço.

“Garantiram-me que vão completar a construção da estrada para a minha aldeia”, declarou à Press Trust of India.

A família do vendedor é a única que ainda vive na aldeia. Todos os outros residentes já se mudaram para outros locais, com melhores condições e acessibilidades.