Um homem de 21 anos foi multado por fraude em 10.000 coroas, o equivalente a 1100 euros, por ter aceitado matar um adolescente, sem nunca na verdade pretender fazê-lo. O caso aconteceu na Noruega e as autoridades reportaram-no à agência Reuters, esta quarta-feira.

O combinado era que o indivíduo assassinasse um adolescente de 17 anos e, para isso, confessou ter recebido 40.000 coroas, 4.400 euros, de outro jovem, também de 21 anos.

Como as autoridades policiais não têm provas de que o sujeito alguma vez tenha tido a intenção de cumprir a sua parte do acordo, acusaram-no apenas de fraude, por enganar o seu cliente, segundo a Reuters. O indivíduo pagou a multa e saiu em liberdade.

O cliente admitiu que foi uma rejeição amorosa que o levou a propor o contrato. Foi condenado a dois anos de prisão mas, após confessar, a sua pena foi suspensa.