Seja em praças ou no meio da estrada, seja às 2:00h ou as 17:00, as mulheres de meia-idade chinesas estão sempre prontas para dançar ao livre. Contudo, depois de vários debates online e de muitas queixas, o Ministério da Cultura e da Administração Geral dos Desportos da China divulgou, na passada segunda-feira, as coreografias autorizadas em espaços públicos de modo a regular a prática.

Guangchangwu, ou «dança em praça pública» em português, é um fenómeno que envolve milhares de pessoas na China e que permite às mulheres chinesas darem aso à imaginação em qualquer lugar, a qualquer hora, com roupa desportiva ou clássica, sozinhas ou acompanhadas e ao ritmo de qualquer tipo de dança.

O programa do Ministério, criado por 600 dançarinos e treinadores físicos, inclui 12 coreografias da música pop e da música chinesa e promove as atuações «saudáveis» e que se «podem ver».