Um casal de pinguins gay no Reino Unido adotou uma cria da mesma espécie depois de o pai a ter rejeitado. O caso aconteceu num parque para a vida selvagem no condado de Kent, no sudeste do país, e surpreendeu turistas e funcionários do local.

De acordo com o jornal «The Independent», os pinguins da espécie Humbolt que adotaram a cria chamam-se Jumbs e Kermit. A primeira vez em que os dois foram vistos juntos como um casal foi em 2012. A união dos dois chegou a criar um problema no parque: as fêmeas de cada um ficaram sozinhas.



Nas semanas anteriores à adoção da cria, Jumbs e Kermit começaram a lutar um contra o outro. Os tratadores decidiram, então, colocar um ovo falso dentro do ninho na esperança de que os dois parassem de andar à bulha.

O curioso é que os tratadores tiveram de improvisar uma estratégia depois de um outro pinguim, Hurricane, se ter recusado a chocar o ovo deixado pela «parceira», Isobel.

Os tratadores do parque decidiram tirar o ovo falso do ninho de Jumbs e Kermit e trocá-lo pelo ovo verdadeiro rejeitado por Hurricane.

A troca revelou-se acertada e, após o nascimento do pinguim bebé, o casal de pinguins gay divide o tempo a cuidar da «cria».

O dono do parque, Tony Binskin revela que a decisão de colocar o ovo verdadeiro para ser chocado por Jumbs e Kermit deixou toda a equipa apreensiva. «Fomos muito sortudos em fazer o que fizemos e por ter dado certo», afirma.

Feliz com o resultado, Tony Binskin diz que algumas precauções ainda são tomadas em relação à saúde do pinguim bebé. «Tudo o que temos que fazer é tirar a cria do ninho uma vez por dia para a pesarmos e certificarmo-nos de que está a crescer como deveria», conclui.