Um estudo, realizado na Suécia, está a traduzir os sons emitidos pelos gatos para a linguagem humana para se compreender mais facilmente o estado de espírito dos felinos domésticos e, assim proporcionar-lhes mais qualidade de vida.

Os investigadores da Universidade de Lund, na Suécia, procuraram compreender e traduzir para linguagem humana os sons emitidos pelos gatos. Este trabalho, iniciado no final de 2015, teve como objetivo conseguir uma interpretação mais percetível para os humanos de forma a estreitar as relações entre os animais e os donos. O estudo teve a participação de uma equipa de linguísticos e consultores especialistas em comportamento animal, zoologia e veterinária.

O projeto designado “Meowsic – Melody in Human-Cat Communication” tem como principal foco os sons emitidos pelo gato ao longo do dia e nos diferentes contextos do seu quotidiano, desde o ronronar ao miar mais estridente.

Segundo as primeiras conclusões do estudo, o ronronar do gato pode ser amistoso ou ameaçador, consoante o episódio em que ocorre.

Aqui o gato está a informar que não é uma amaeça, está descontraído e receptivo a mimos do dono. Enquanto o exemplo abaixo mostra os animais a pedir alimento ao dono, um comportamento comum nos gatos domésticos quando os donos chegam a casa ou se aproximam do local onde guardam a comida.

“Se uma pessoa souber interpretar as vocalizações dos animais, consegue ler os estados mentais dos gatos”, disse Robert Eklund, professor de linguística na Universidade de Linköping e membro do projeto Meowsic.