Um guru indiano, declarado morto há seis semanas, está a ser conservado dentro de um frigorífico pelos seus seguidores que acreditam que Ashutosh Maharaj está apenas a meditar.

Os seguidores esperam agora que Maharaj termine a sua meditação e saia do frigorífico. Enquanto o Guru não «acorda» os devotos continuam a realizar normalmente as suas sessões.

«Mahara manda mensagens aos seguidores quando todos estão a meditar, dizendo para protegerem o seu corpo até ele acordar», afirmou o porta-voz, Swami Vishalanand à BBC.

«Ele não está morto. A medicina não entende coisas como a ciência do yoga. Nós vamos continuar a acompanhá-lo e a esperar. Estamos confiantes que volte», acrescentou.

Quem não concorda com esta atitude é o antigo motorista de Maharaj que já entrou com uma ação judicial, alegando que os seguidores pretendem é ter direito as propriedades do indiano.

Apesar da tentativa, o condutor viu o seu pedido recusado depois de o tribunal ter decretado que Guru morreu de ataque cardíaco e que cabe agora aos seus devotos decidirem o que fazer com o corpo.