Um adolescente de 17 anos decidiu abrir a porta de emergência, assim que o avião chegou a pista de aterragem, esta terça-feira. Ao abrir a porta, o jovem saltou para a asa, deslizou e saltou para a pista através antes que os passageiros ou a tripulação pudessem impedi-lo.

 Uma equipa de funcionarios do aeroporto de São Francisco, que se encontrava nas proximidades, confrontou o jovem e segurou-o até a policia chegar ao local.

O adolescente tem nacionalidade americana e viajava sozinho na companhia aérea, Copa Airlines, num voo que teve como origem o Panamáe que durou sete horas, afirmou o porta-voz do aeroporto de São Francisco, Doug Yakel.

Segundo explicou a mesma fonte, o rapaz parecia estar num sofrimento emocional durante o voo. No final do episódio o jovem não ficou ferido, disse o porta-voz.

A companhia aérea Copa Airlines afirmou que as saídas de emergência são pensadas para serem abertas por passageiros depois do avião atingir uma certa altitude e que permitem uma evacuação rápida em caso de acidente. No entanto, abrir a porta de emergência sem ser realmente uma emergência constitui uma violação da lei federal.

Vários passageiros afirmam que o adolescente parecia estar inquieto e ansioso durante o voo de sete horas e que quando os passageiros perceberam que a porta de emergência estava aberta, o rapaz já estava fora do avião.

É como se ele tivesse voado para fora do avião, foi tudo muito rápido", disse Sophia Gibson à estação de televisão, KNTV.

Eles estavam a gritar. Digam aos comissários de bordo, digam que a porta de emergência está aberta e que alguém saltou.”, disse um passageiro, Matt Crowder à estação de televisão.

Relatos de passageiros afirma que duas hospedeiras colocaram- se frente da porta para que ninguém caísse e se magoasse enquanto o avião chegava à porta de saída. 

O porta-voz do aeroporto de São Francisco disse que nenhuma pista ou voo foi afetado pelo incidente.