Fechar os olhos na altura de pensar aumenta a probabilidade da memória funcionar melhor. É o que diz um estudo realizado por um grupo de cientistas da Universidade de Surrey, na Inglaterra.
 

«Vários dados indicam que fechar os olhos ajuda porque diminui a distração», explicou Robert Nash, orientador da investigação.

 
Os testes efetuados incidiram sobre a capacidade das pessoas em recordar detalhes específicos, como pormenores de filmes. O fato de o indivíduo ter algum tipo de relação com quem lhe faz as perguntas também pode ajudar a melhorar a memória.
 
Através do estudo, os especialistas esperam contribuir, por exemplo, para um relato mais minucioso das testemunhas, quando interroga das pela polícia.
 
Nash esclarece que fechar os olhos «pode ajudar as pessoas a visualizar detalhes do evento, do qual se estão a tentar lembrar», garantindo que o exercício favorece, ainda, a atenção em informações auditivas.
 
As conclusões são explicadas no artigo da revista «Legal and Criminological Psychology». A análise contou com 178 participantes, que foram submetidos, em grupos, a experiências diferentes.
 
Os resultados mostram que os voluntários que estabeleceram empatia com o entrevistador e mantiveram os olhos fechados durante o interrogatório responderam corretamente a 75% das 17 perguntas realizadas.
 
Os participantes que não foram apresentados ao entrevistador e permaneceram com os olhos abertos responderam corretamente a 41% do questionário.