Segundo o jornal «Morinng Sentinel», a polícia recebeu no domingo um aviso de que o suspeito tinha publicado uma mensagens no Snapchat a informar que estava a ir para casa. Quando as autoridades se dirigiram à habitação, Wallace publicou uma nova mensagem a dizer que a polícia estava à sua procura em casa e ainda acrescentou que estava escondido no armário.

«Nas buscas nos armários da cozinha virámos um pouco de comida, alguns tachos e panelas e encontrámos um par de pés. Um par de pés associa-se sempre a uma pessoa e essa pessoa era Christopher Wallace. Foi retirado do gabinete e preso. Tudo isso leva à moral da história: sempre permanecer humilde, meus amigos», lê-se num comunicado da polícia de Fairfield, em Maine, nos Estados Unidos.

Erika Hall, de 20 anos, também foi presa por dificultar a apreensão do suspeito.

«Vamos ver desta forma, quando a polícia pergunta várias vezes se está alguém em casa e a pessoa responde repetidamente que não e que não vê a pessoa à ‘semanas’, claramente será presa também. É isso que acontece», acrescentam as autoridades.