Uma educadora foi despedida de um infantário na Flórida, porque abandonou a sala para apagar um fogo na cozinha.

Michelle Hammack sentiu o cheiro a queimado. Enquanto as crianças dormiam a sesta, Michelle Hammack deslocou-se à cozinha para ver o que se passava.

«Fui até à cozinha e apercebi-me de um incêndio no forno», disse Hammack. «Corri até lá, abri o forno e o alarme de incêndio começou a disparar», citam os meios de comunicação americanos.

De seguida, Hammack correu até à sala de aula, acordou as crianças e levou-as para um lugar seguro na rua junto com os outros professores. Depois, voltou a entrar para se certificar de que o fogo não se tinha alastrado.

A professora pegou num extintor, abriu o forno e tentou apagar o fogo. Quando os bombeiros chegaram, verificaram que estava extinto e as crianças puderam voltar a entrar no espaço.

No entanto, a professora não foi aplaudida pelo feito. A diretora despediu-a «porque ela deixou a sala», justificando que «mesmo que estejam a dormir, a professora tem que estar ao pé das crianças».

A educadora não se conforma e manifestou-se com um cartaz ondese podia ler: «Fui despedida por salvar crianças de um incêndio, como mostra a WTEV-TV.

O departamento de crianças e famílias está a investigar a situação.