O chefe de Estado do Tajiquistão, Emomali Rakhmon, a presidir à antiga república soviética da Ásia Central há mais de duas décadas, ofereceu neste sábado à população do país um novo feriado nacional, intitulado Dia do Presidente.

Segundo a imprensa oficial local, o "Dia do Presidente " será festejado a 16 de novembro e destina-se a celebrar "a experiência política e a enorme contribuição para a paz" de Rakhmon, que assinou hoje a lei aprovada pelo Parlamento em abril último.

"(A lei) tem em conta a experiência política significativa e a enorme contribuição" do presidente para a paz e para a unidade nacional, lê-se num comunicado de imprensa presidencial.