Uma mulher de 27 anos embarcou, acidentalmente, no avião errado, depois de ter passado por todos os procedimentos de verificação e segurança, escreve o «Telegraph».

Foi quando o piloto anunciou que o avião estava a uma hora de aterrar em Inglaterra que Stacey McGuiness, que queria ir para a Escócia, se apercebeu que aquele não era o seu voo.

McGuiness partiu do aeroporto de Dalaman, na Turquia, e admite que na altura ficou um pouco confusa com as instruções das placas de partidas. No entanto, afirma que a equipa da companhia aérea Jet2 assegurou de que estava na porta de embarque correta.

Depois de ter aterrado em solo inglês, a Jet2 acabou por se desculpar pelo sucedido e pagou-lhe a viagem de táxi de cinco horas até ao destino inicialmente pretendido.

«O gerente da companhia afirmou que o que se passou não devia ter acontecido e que eu até podia ser uma terrorista ou algo do género. O taxista não queria nada ter que fazer a viagem», afirmou a mulher.

Apesar de a situação ter sido resolvida, McGuiness ainda não tem a sua bagagem. Quando aterrou em Inglaterra a bagagem não tinha sido enviada e, quatro dias depois do incidente, ainda não tinha sido devolvida.

Entretanto, um porta-voz da Jet2 declarou que já está em curso uma investigação para apurar o que aconteceu. A companhia garantiu que as questões de segurança nunca estiveram em causa dado que tanto a passageira como a bagagem foram sujeitas a todas as normas e procedimentos habituais.