As eleições presidenciais têm agitado a vida política dos Estados Unidos e, noutros quadrantes da sociedade norte-americana, há quem não queira ficar de fora do acontecimento. As paródias a Donald Trump, por exemplo, têm sido uma constante. Esta segunda-feira, o aspirante a candidato pelo Partido Republicano voltou a ser alvo de um momento de humor, desta vez no programa norte-americano "Dança com as Estrelas".

Foi o jornalista norte-americano Geraldo Rivera, um dos participantes do programa, que apresentou um “número” carregado de sátira política.

Rivera, caraterizado como Donald Trump, dançou com sua parceira, Edyta Sliwinska, que surgiu como a mulher do magnata, Melania. A performance começou como se ambos estivessem no famoso “Oval Office”, a sala do presidente dos EUA, mas depressa o cenário se transformou e envolveu os espetadores em ritmos mexicanos.

Surgiram homens de sombreros e ponchos, enquanto Rivera e Sliwinska dançavam salsa. A faixa no centro do palco não enganava: “Bem-vindos ao México”.

As declarações de Donald Trump sobre as minorias e os refugiados têm sido muito criticadas. O magnata norte-americano chegou mesmo a dizer que queria construir um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México.

Veja o vídeo: