Segundo a “Sky News”, Asger Juhl, o apresentador que conduzia o debate na "Radio24syv", estava a tentar demonstrar a hipocrisia de alguns ativistas que lutam pelos direitos dos animais, mas depois compram carne nos supermercados.

 

O coelho de nove meses, chamado Allan, foi morto com uma pancada na cabeça, em direto, apesar dos apelos de uma das convidadas para que o animal não fosse abatido.

 

Com a chuva de críticas, a rádio escreveu uma mensagem no seu Facebook a garantir que o animal foi morto “de acordo com as instruções de um veterinário, para que não sofresse”. No mesmo texto, a empresa também lamentou que os ouvintes não tenham entendido a mensagem que o apresentador tentou passar.

 

“Não queremos ofender ninguém com este debate. E lamentamos que muitas pessoas não tenham percebido a mensagem. Mas esperamos que este debate crie melhores condições para os animais na cultura dinamarquesa”, lia-se na mesma publicação.