Um homem de Detroit ofereceu-se para vender a sua casa por um iPhone6, uma troca que diz muito sobre os diferentes rendimentos nos Estados Unidos.

O indivíduo colocou a sua propriedade, de três quartos, à venda por quatro mil euros (cinco mil dólares) em Junho. Agora baixou o preço para 3000 dólares ou pela última versão do smartphone da Apple. Também aceita um iPad de 32GB e está disposto a negociar, informou Larry Else, a agente imobiliária, ao jornal Telegraph.

A casa de 223 metros quadrados está em más condições, com janelas partidas e a pintura a descascar, localizando-se num dos distritos mais pobres de Detroit.

Esta troca evidenciou o contraste entre a indústria de tecnologia próspera de Silicon Valley e da conjuntura económica que ainda afeta outras partes do país.

Detroit, conhecida como a cidade do motor, costumava ser o coração da indústria automóvel americana. Ainda é a casa de algumas empresas, como a General Motors e a Ford, mas a cidade tornou-se uma espécie cidade fantasma quando os fabricantes americanos perderam terreno para os concorrentes e algumas indústrias se mudaram.

Em 2012, a cidade foi forçada a declarar a maior falência municipal na história americana e agora centenas de casas estão à venda por menos de quatro mil euros (cinco mil dólares). No entanto, poucos se oferecem para trocar a casa por um iPhone 6, um telemóvel que custa cerca de 500 euros (650 dólares) nas lojas da Apple.

De acordo com um site de notícias local, o proprietário vive no estrangeiro e deve mais de cinco mil euros (seis mil dólares) em impostos sobre a propriedade, que seriam transferidos para o novo proprietário.