Um avião da companhia aérea norte-americana Virgin Atlantic, que fazia a ligação entre Boston e Los Angeles, Estados Unidos, teve de ser desviado para a cidade de Omaha, no Nebraska, esta segunda-feira. O incidente aconteceu depois de um passageiro ter sido apanhado a masturbar-se, escreve o «Gawker».

A um dado momento, o passageiro, de seu nome Doug Adams, terá mesmo tentado sair do aparelho em pleno voo. De acordo com o «KETV», Adams teve um surto «psicótico» durante a viagem e foi um polícia, fora de serviço, que conseguiu conter o passageiro.

«Ele começou a remover o plástico que estava na porta de emergência e começou a tentar abri-la», afirmou Sam Slater, um dos passageiros do aparelho, ao «CBS Los Angeles».

O homem de 26 anos foi entretanto escoltado até ao hospital, para observação.

Nos últimos dias, vários incidentes têm implicado mudanças de rotas em voos comerciais.

Na semana passada, um avião da Ryanair que partiu de Madrid, supostamente para o Porto, tinha afinal como destino a cidade de Ibiza e os passageiros foram obrigados a sair do avião, já depois de terem embarcado. A empresa pediu desculpas e depois explicou que tudo se deveu a «um erro de assistência em escala».

Poucos dias antes, um avião da Malaysia Airlines foi obrigado a regressar a Kuala Lumpur, na Malásia, depois de ter sido detetado um problema no sistema de piloto automático. O voo tinha como destino Hyderabad, na Índia.