Michael Allen, residente em Nova Iorque, decidiu transformar a sua barba no alfabeto. O designer utilizou a sua cara como «tela» e a gilete como «pincel», para «desenhar» todas as letras na face.

O processo levou dois anos, com Michael a ter que esperar três semanas, o tempo da barba voltar a crescer, até poder fazer a próxima letra.

«Por vezes podia fazer várias letras em apenas um barbear. O, C e L foram todas resultado da mesma barba», explica Michael.

Para perceber se estava num bom caminho, era ao seu filho de seis anos de idade, que pedia para adivinhar qual a letra no rosto.

Quem parece não ter gostado da brincadeira, foi a sua mulher.

«Quando lhe pedia um beijo, ela recusava», ironiza o artista.