Cientistas da cidade de Basileia, na Suíça, descobriram que uma mulher que se encontrava mumificada numa igreja é antepassada de Boris Johnson, atual ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido. 

O corpo da múmia foi descoberto em 1975, durante uns trabalhos de reforma na Igreja Barfusser, e de imediato os cientistas perceberam que se tratava de uma mulher rica, já que se apresentava com roupas de boa qualidade e um corpo bem tratado. 

No entanto, nunca conseguiram perceber quem era, já que na lápide não se encontrava nenhuma informação que pudesse ajudar a identificar a mulher. Apenas se suspeitava que tivesse vivido no século XVI, depois de terem analisado o caixão, conforme conta a BBC. 

Ainda assim, os historiadores locais sabiam que os membros das famílias ricas de Basileia se encontravam enterrados junto à tal igreja e, por isso, a hipótese do corpo da mulher pertencer a uma das famílias mais ricas da cidade - a família Bischoff, por exemplo - era cada vez maior. 

Através de alguns testes, a equipa de cientistas comparou o ADN da mulher com o ADN de alguns dos descendentes vivos da família Bischoff e concluiu que o corpo era de Anna Catharina Bischoff, nada mais, nada menos, que a bisavó do atual ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, Boris Johnson, que ainda não fez qualquer comentário sobre a recente descoberta.