Um jovem britânico julga ter encontrado a solução para salvar a Grécia da bancarrota: em vez de novos empréstimos ou uma extensão do programa de resgate, por que não doações de todos os europeus?

Thom Feeney, que trabalha numa loja de sapatos em Londres e diz estar farto de toda a questão grega, lançou uma campanha de crowdfunding (website que reúne doações para vários projetos) com o objetivo de reunir em sete dias os 1.6 mil milhões de euros que o governo helénico tem de pagar ao FMI.
 

                      
                                                           (Foto: reprodução/indiegogo)

Os europeus são 503 milhões, o que significa, como explica Feeney, que cada pessoa só teria de contribuir com pouco mais de três euros para alcançar o objetivo.
 
A campanha não é uma piada, explica o próprio na descrição, e o dinheiro será entregue ao governo grego, ou ao povo, se o quiser aceitar.
 
Há prémios consoante cada doação, e até estes tentam ajudar a economia grega. Quem doar três euros, por exemplo, recebe uma fotografia (postal) de Alexis Tsipras, quem der 25 recebe uma garrafa de vinho, e há até viagens para dois, se for generoso o suficiente para doar cinco mil euros. Tudo produtos feitos na Grécia e que serão enviados a partir do país.

Se doar um milhão, recebe apenas a gratidão do povo grego.
 
À data que se escreve esta notícia, menos de 24 horas depois de ter sido iniciada a campanha, já tinham sido angariados cerca de 46 mil euros. E está a crescer rápido, estava nos 35 mil cerca de quinze minutos antes.

Se quiser ajudar, pode fazer a sua doação AQUI.