Um homem de 31 anos foi detido na quarta-feira depois de ter sido apanhado em flagrante a fotografar partes íntimas de mulheres, num centro comercial, em São José dos Campos, em São Paulo, no Brasil.

O homem que estava a ser controlado há uma semana, através das câmaras de vigilância do local, terá assediado pelo menos três mulheres da mesma forma.

O indivíduo que se fazia acompanhar de muletas, aproveitava a confusão das pessoas, para tirar fotografias por baixo das sais das mulheres. A última ocorrência ocorreu na quarta-feira a uma mulher de 33 anos, grávida.

Ao jornal «G1», o polícia responsável pelo caso Régis Germano informou que tomou conhecimento do caso através da direção do centro comercial no dia 3 de abril.

«Apanhamo-lo em flagrante e ainda assim tentou agredir um polícia com a muleta: resisitiu e negou o crime», explicou Régis.

O suspeito que agia desta forma há cerca de um mês foi ouvido em tribunal esta quinta-feira.

Segundo os responsáveis, irá responder em liberdade pelo crime de atentado ao pudor, tendo o telemóvel ficado apreendido. O homem deverá ainda pagar uma multa.

«É o primeiro caso deste género que nos chega este ano, mas por vezes torna-se um crime do momento. Peço às vítimas que não tenham vergonha e denunciem. Isto fere a moral da mulher», aconselhou o responsável.