Uma menina de sete anos passou sozinha pelos controlos de segurança do aeroporto de Genebra, na Suíça, e embarcou, sem bilhete, num avião da Easyjet com destino à cidade francesa de Ajaccio, na ilha da Córsega. Mas a fuga da criança tinha começado ainda antes disso, no centro da cidade suiça, e se tudo acabou bem, não deixa de ser uma história com algumas peripécias.

De acordo com o jornal La Tribune de Genève, o incidente ocorreu no domingo, depois de a menina ter escapado aos pais na rua de Mont-Blanc, no centro de Genebra, cerca das 13:25. A criança caminhou em direção à Gare Cornavin, a principal estação de comboios da cidade, e seis minutos mais tarde, às 13:31, apanhou um comboio com destino ao aeroporto da cidade.

Uma paragem e seis minutos depois, a pequena fugitiva entrou na zona de livre circulação do aeroporto.

Menos de dez minutos depois, a menina “passou pelo controlo de segurança do setor francês”, depois de os funcionários terem partido do princípio que estava acompanha por outros passageiros adultos.

Bertrand Stämpfli, porta-voz do aeroporto, explicou ao La Tribune de Genève que, “a entrada naquela área do aeroporto pode colocar os passageiros frente a agentes da polícia e/ou controlos de funcionários da Alfândega, mas que nem sempre estão presentes".

A pequena foragida conseguiu ocultar-se entre os passageiros depois de ter rastejado sob as barreiras de segurança, tendo sido detetada só no interior do aparelho por um elemento da tripulação e entregue à polícia.

Aparentemente, ela conseguiu sempre fazer os funcionários do aeroporto pensar que estava com os adultos que a precediam ou com os que vinham atrás dela", disse ainda Bertrand Stämpfli.

O aeroporto de Genebra já reconheceu que houve uma falha de segurança nas instalações.

Trata-se do segundo incidente no mesmo aeroporto, desde que, em outubro, um homem conseguiu entrar na zona de embarque sem ser submetido a um controlo de segurança.