A polícia de Santa Catarina, Brasil, apanhou uma criança de onze anos a guiar um carro na manhã de domingo. O pai, que também estava no carro, cedeu o lugar de condutor ao filho por estar com dores de coluna.

Os polícias que trataram da ocorrência estavam a fazer uma ronda e viram o automóvel a circular a uma velocidade entre 50 e 60 quilómetros por hora. Pediram que o carro parasse e a criança, então, imobilizou o veículo. Iam também no carro a mãe e dois irmãos, todos sem cinto de segurança, revela o «G1».

Segundo os oficiais, citados pelo mesmo site, o veículo estava com o selo caducado desde 2009, sem retrovisor esquerdo, sem para-choque, com a porta traseira amassada, banco partido e dois pneus gastos.

O carro foi apreendido e o pai responderá em tribunal pelo sucedido.