«Come cenoura e terás visão noturna», «não comas massa se queres perder peso» ou «bebe oito copos de água para te manteres hidratado durante o dia» são alguns dos conselhos que estamos habituados a ouvir desde sempre. Mas a verdade é que muitos não passam de mitos com centenas de anos.

1- «Comer cenoura dá-nos visão noturna»

Durante a Segunda Guerra Mundial começaram a surgir rumores de que um piloto britânico, graças a uma dieta baseada em cenouras, conseguiu ganhar visão noturna. O mito continuou até hoje e na realidade tem um fundo de verdade. 

Embora a planta não dê o poder de visão noturna contém uma dose saudável de vitamina A, que o nosso corpo absorve e usa para fornecer algum pigmento aos nossos olhos, quando estamos num ambiente de pouca luz.

2- «As pastilhas permanecem no nosso estômago durante sete anos»

Este mito é com certeza familiar para muitos. Mas a realidade é que seja quais forem as substâncias alimentares ingeridas são dissolvidas e excretadas no máximo até alguns dias depois, sendo que a maioria se dissolve em apenas algumas horas.

David Milov, gastroenterologista pediátrico, garante em declarações à revista «Scientific American», que as pessoas podem estar descansadas porque «nada fica no estômago durante sete anos, isso iria provocar dores e danos no trato digestivo». Por isso, não se preocupe. Se engoliu uma pastilha ela não ficará mais de uma semana no estômago.

3- «Comer côdeas de pão faz o cabelo encaracolado»

A ideia de que ao ingerir côdeas de pão o cabelo começa a ganhar jeitos e fica encaracolado, é um dos mais estranhos mitos de toda a história da humanidade. O tipo e cor de cabelo dependem unicamente dos genes que nos são transmitidos pelos nossos antecedentes e o facto de comer côdeas de pão não altera, de forma alguma, esses genes.

A origem exata deste mito bizarro não é conhecida, no entanto, há quem acredite que teve origem há 300 anos, na Europa. Nessa época, o cabelo encaracolado era um símbolo de saúde e prosperidade. É lógico que as pessoas com mais capacidades monetárias tivessem mais cuidados com a estética e uma alimentação mais equilibrada. Os mais ricos usavam também o cabelo encaracolado como forma de mostrar a sua ostentação. Consequentemente, o povo começou a acreditar que as pessoas ricas por comerem mais pão conseguiam ter cabelos encaracolados.



4- «O açúcar torna as crianças hiperativas»

A ciência raramente recua e aqui não há razões de dúvida. O açúcar de uma fatia de bolo fornece, sem sombra de dúvida, uma enorme quantidade de açúcar ao seu filho, mas daí a torná-lo um «diabrete» vai uma longa distância.

Em 1994, vários estudos comprovaram que o facto de se ingerir alimentos açucarados não afeta o comportamento das crianças. Há muitas razões para não deixar que a sua criança tenha uma «overdose» de açúcares, mas a hiperatividade não é uma delas.



5- «Comer queijo antes de dormir dá pesadelos»

O conto de natal «Christmas Carol» é o responsável pela origem deste mito. A personagem Scrooge ingeria uma pequena quantidade de queijo antes de ir dormir e consequentemente via fantasmas durante toda a noite. 

Se gosta de cometer este pequeno pecado antes de ir para a cama, não se preocupe, a «British Cheese Broad» provou que não havia relação nenhuma entre o queijo e os pesadelos noturnos.

6- «Se comer sementes de melancia irá crescer uma no seu estômago»

Aqui está um mito com centenas de anos que não podia de forma nenhuma ser verdade. A falta de oxigénio e de luz solar não permite o desenvolvimento de qualquer tipo de semente no nosso estômago.

Em oposição, os nutricionistas aconselham o consumo de sementes de melancia pelos elevados níveis de potássio, magnésio, cálcio, ferro e zinco que contêm.

7- «Ao cortar um bife tem de ter sempre sangue no interior»

Não é difícil perceber o porquê deste mito, mas na realidade quase todo o sangue é perdido quando o animal é abatido. Sim, é verdade que por vezes encontramos uma substância avermelhada no prato, mas isso não é mais do que água misturada com uma proteína presente na carne, a mioglobina.



8- «É necessário beber no mínimo oitos copos de água»

A hidratação ao longo do dia é de facto muito importante, mas na verdade não precisamos de beber oito copos de água para o conseguir. Podem ser sete ou 12. A recomendação mais habitua,l entre os especialistas, é de que deve beber 1,5 litro de água por dia. 

A recomendação, por parte dos profissionais de saúde, deve-se ao facto de tentarem corresponder as necessidades de água às calorias ingeridas, sem ter em conta a quantidade de água que muitos alimentos possuem.

Em 2011, Margaret McCartney, médica de clínica geral na Escócia, garantiu que beber oito copos de água por dia é «não só um absurdo, mas um absurdo completamente desmascarado».



9- «Os hidratos de carbono fazem ganhar peso»

Todos nós temos aquele amigo/a que faz uma «dieta sem hidratos de carbono» com o objetivo de perder peso, mas uma investigação veio comprovar que nem todos os hidratos de carbono afetam negativamente o nosso peso.

Os carboidratos podem fazer aumentar o peso, quando falamos em hidratos de carbono refinados, ou seja aqueles que se encontram no pão branco, nas batatas e nas massas. Esse problema torna-se ainda maior quando juntamos os carboidratos refinados aos gordos. Esta mistura faz aumentar o nível de açúcar no sangue e consequentemente a produção de insulina que contribui para o ganho significativo de peso.

Mas nem todos os hidratos de carbono são maus. Os legumes e o pão integral contêm hidratos de carbono complexos que são excelentes fontes de energia e saciam durante muito tempo, levando até à perda de peso.