Um norte-americano de 56 anos foi fazer uma circuncisão em junho e acordou sem pénis, uma vez que os cirurgiões do Princeton Baptist Medical Center, em Birmingham, Alabama, o amputaram.

Segundo a Reuters, Johnny Lee Banks Jr. entregou esta semana uma queixa em tribunal contra o hospital e dois médicos.

«O meu cliente está devastado», disse aos jornalistas o advogado John Graves.

De acordo com o paciente, ninguém lhe disse por que amputaram o órgão sexual.

Uma porta-voz da administração do hospital nega qualquer negligência: «Temos a intenção de nos defender de todas as acusações agressivamente».

O processo colocado em tribunal não especifica o valor de indemnização pedido.