Há quem comemore o Dia Mundial da Criança de várias formas. Na China é comum que se façam excursões escolares a zonas turísticas, mas um grupo de pais decidiu levar os filhos a um passeio no mínimo pouco comum: visitar casas de luxo.

A ideia pode parecer estranha, mas para estes pais tem um propósito bem definido: querem entusiasmar os filhos para que no futuro se tornem ricos.  

A viagem contou com mais de 300 famílias, que se deslocaram à localidade de Qingyuan, na província de Cantón, onde algumas casas são vendidas por mais de meio milhão de dólares, de acordo com a agência de notícias China Youth Internacional.

Um dos pais, dono de uma tapeçaria, explicou que os homens de negócio costumam levar os filhos de férias a locais onde estes vejam objetos de luxo, como automóveis, para que estes entendam que estes se podem adquirir com grandes quantidades de dinheiro. E que para isso é preciso ganhá-lo.

Esta excursão foi criticada por várias pessoas, entre elas o escritor Zhou Chunxiam, que defendeu que o culto do  dinheiro é mau para as crianças e que práticas como esta servem para “distorcer a mente das crianças”.