É caso para dizer que a traição nunca é solução. Uma mulher japonesa marcou um encontro na província de Heilongjiang, na China, com um homem que tinha conhecido na internet.

O que Lili, de 28 anos, não sabia é que tinha marcado um encontro com o sogro, Wang Pai, depois de ambos usarem identidades falsas.

Se pensa que as coisas não podiam piorar, o marido de Lili, Wang Jai, seguiu-a até ao hotel onde iria acontecer o encontro.

Quando Lili tocou à campainha, com o seu roupão cor-de-rosa, e o sogro abrir a porta, o marido ficou furioso e atacou os dois.

«Finalmente marcámos um encontro amoroso, mas quando abri a porta não sei quem ficou mais surpreso, se ela ou eu», afirmou Pai, de 57 anos, que não fazia ideia que o encontro seria com a sua nora.

«Ela virou-se e saiu a correr pelo corredor, em direção ao marido, o meu filho, que estava a segui-la», acrescentou.

O marido foi detido por cinco dias por ter batido nos dois, acabando por partir dois dentes à mulher e ferir o pai na cabeça, levando-o a ser assistido no hospital