Um chinês conseguiu leiloar um frasco de ar francês por mais de 600 euros.

Liang Kagang realizou uma viagem de negócios ao sul de França, onde aproveitou para respirar livremente, o que não pode fazer em Pequim, onde os níveis de poluição são alarmantes, e ganhar com isso.

Segundo o «The Guardian», no mês passado, Liang levou o seu frasco de ar francês a leilão, conseguindo 619 euros.

«O ar não devia ter valor e sim ser uma comodidade, livre para qualquer um poder respirar», afirmou Liang. «Esta é a minha maneira de questionar o ar poluído da China e expressar a minha insatisfação», acrescentou.

A iniciativa deste chinês faz parte de um movimento de recentes protestos artísticos contra a qualidade do ar na China e que compromete a saúde pública.

O frasco francês foi comprado por um empresário. Nele constam três etiquetas: uma com o nome e as coordenadas da aldeia francesa, Forcalquier, onde foi fechado; outro a dizer «Ar da Provença, França»; e um último com a assinatura do artista e a data de 29 de março.