Uma empregada doméstica, de 22 anos, foi acusada de adicionar urina e água suja ao chá que preparou para a mulher para quem trabalhava. Aconteceu na China e a jovem pode ser presa até três anos.

A patroa, com 41 anos, sentiu um cheiro esquisito na bebida e, ao confrontar a empregada, apercebeu-se da presença de urina e da água usada para lavar a roupa no chá, refere o «G1».

De imediato, chamou as autoridades e a empregada foi levada para a esquadra com a acusação de introduzir substâncias tóxicas na bebida para prejudicar a patroa.

A empregada está sujeita a uma pena de três anos de cadeia.