Um turista proveniente do Cazaquistão foi preso depois de ter tocado no ombro de uma polícia na estação de metro de Burj Khalifa, no Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O turista de 49 anos foi condenado por abuso sexual. 

Segundo a imprensa, o cazaquistanês confirma que tocou no ombro do polícia, mas garante que apenas queria pedir informações sobre como chegar o centro comercial, Dubai Mall. 

"Alguém tocou no meu ombro. Quando me virei para trás, o acusado pediu-me instruções sobre como chegar ao centro comercial. Guiei-o e em seguida perguntei-lhe porque me tinha tocado, mas não percebi a linguagem dele. Ele tocou na minha mão. Eu puxei-a e então pedi que ele me acompanhasse até à esquadra. Ele recusou-se. Os meus dois colegas apresentaram as suas identificações policiais. Ele recusou-se a ir com ele e quando tentaram levá-lo, ele agrediu-os", afirmou a agente da polícia, em declarações a um jornal local. 


Embora alegue que está inocente, o turista foi condenado por abuso sexual, pelo que irá cumprir três meses de prisão. Terá ainda de pagar uma multa no valor de 1.635 reais, ou seja mais de 484 euros. 

O homem, não identificado, deverá ser deportado para o Cazaquistão e tem 15 dias para recorrer da sentença.