Um homem de negócios, que perdeu 360 mil euros em 17 horas de jogo num casino de Las Vegas, está a tentar reaver o seu dinheiro ao alegar que estava muito bêbado para jogar.

Mark Johnston está a processar o Casino Downtown Grand por lhe ter emprestado dinheiro para jogar enquanto estava embriagado.

A lei de Nevada proíbe os casinos de deixarem os jogadores visivelmente embriagados de continuarem a jogar.

De acordo com o processo de Johnston, o queixoso estava tão alcoolizado que não se conseguia lembrar de ter perdido tanto dinheiro quando acordou no quarto de hotel.

«Acredito que eles estavam apenas a tirar vantagem de um jogador. Se estamos alcoolizados não temos autorização para jogar, eles deviam-me ter impedido», contou Johnston à CBS.

O homem, de 52 anos, já chegou alcoolizado ao Casino e foi aproveitando as bebidas grátis enquanto jogava. Segundo as suas declarações, bebeu cerca de 20 bebidas.

O documento apresentado por Johnston afirma que o estado mental deste durante o jogo era de «blackout».

«Mr. Johnston, jogador experiente, deixou cair as fichas no chão, confundiu as cores das moedas, tinha um discurso confuso, não foi capaz de ler as cartas ou definir as suas mãos corretamente», pode ler-se ainda.

A ação imposta pelo apostador acusa o casino de negligência, descuido, fraude e outras irregularidades.

Um porta-voz do casino diz que a empresa não comenta processos judiciais pendentes.

Johnston é um milionário que possui um número de concessionárias de veículos e esteve envolvido no desenvolvimento imobiliário, de acordo com o seu advogado.