Uma cadela golden retriever chamada Rio deu à luz uma ninhada de cães, na semana passada, e um dos animais nasceu verde. O nascimento aconteceu na Escócia e foi uma surpresa para a dona da cadela.

Quando se deparou com o que estava a acontecer, Louise Sutherland ficou sem reação. Numa ninhada de nove cães, um deles tinha o pêlo verde e, segundo o jornal Daily Mail, só há conhecimento de três casos semelhantes no mundo.

O primeiro cão ficou preso, por isso eu e a minha filha Claire tirámo-lo e colocámo-lo em segurança. Estava tudo a correr bem mas, quando os outros cães começaram a sair, reparámos que um deles era verde. Não quisemos acreditar”, contou a dona da Rio ao jornal The Sun.

Mas para este acontecimento estranho há uma resposta científica. O cão nasceu verde por causa de um pigmento da bílis, um fluido produzido pelo fígado, chamado “biliverdina”.

O pigmento em causa está presente na placenta dos cães e mistura-se com o liquido amniótico da mãe ao longo do desenvolvimento dos fetos, acabando por pintar o pêlo dos animais.  

Depois do nascimento dos nove animais, Sutherland foi pesquisar e percebeu que assitiu a um fenómeno raro. A dona da Rio referiu também que foi informada de “que a cor vai desaparecer e, na verdade, está a desvanecer cada vez mais”.

Para os outros oito cães que nasceram, a dona dos animais já encontrou um lar. Em relação ao cão verde, a quem deu o nome de “Forest” [Floresta, em português], Sutherland decidiu ficar com ele.