O cão do presidente da França protagonizou um momento insólito no Palácio do Eliseu, em Paris. O labrador de nome Nemo foi filmado, este fim de semana, a urinar numa lareira do gabinete de Emmanuel Macron durante uma reunião entre o chefe de Estado e três membros do Governo.

O encontro no gabinete de Emmanuel Macron, sobre investimentos em zonas desfavorecidas das cidades, estava a ser filmado pelo canal francês de televisão TF1, que captou o momento em que o labrador preto decidiu urinar contra a lareira logo atrás das cadeiras dos governantes.

Estava a interrogar-me sobre o que seria este som", disse a ministra-adjunta da Ecologia, Brune Poirson.

 

Isso acontece muitas vezes?", perguntou então o secretário de Estado da Coesão Territorial, Julien Denormandie.

Entre gargalhadas, o presidente disse aos secretários de Estado que eles tinham provocado no cão um comportamento “muito pouco habitual”.

Logo a seguir, Emmanuel Macron pediu desculpa pelo comportamento do animal.

Esta não foi a primeira vez que um “primeiro cão” francês causou embaraço ao dono. O site francês Mediapart recorda que os cães de Nicolas Sarkozy danificaram mobiliário valioso no palácio, que custou milhares de euros a restaurar.

Já o maltês branco malhado de Jacques Chirac, Sumo, ficou infeliz ao deixar o Palácio do Eliseu com o seu espaçoso jardim, e começou a atacar o Sr. Chirac.

Nemo, de dois anos, é o primeiro cão presidencial francês que veio de um canil público. Emmanuel Macron e a mulher Brigitte compraram-no em agosto por 250 euros, refere a estação de televisão britânica BBC.